SpineJack

SpineJack

Fratura Vertebral

Fabricante: Vexim

Disponível:

Unidade São Paulo,

Unidade Brasília

Categoria:

Descrição

SpineJack® é um implante para tratamento de fratura com cimentação para garantir a expansão a longo prazo. A expansão é controlada e existe uma preservação trabecular*Não é Cifoplastia.

Indicações
“• Fraturas de corpo vertebral (tipo A de acordo com a classificação Magerl);
• Osteoporose;
• Tumor maligno (mieloma ou metástases osteolíticas).”

Diferenciais
“• 2 implantes por vértebra;
• Atende todas as fraturas tipo A;
• Mais inoivador cimento com alta viscosidade e alta temperatura;
• Mantém a presença trabecular;
• Restaura e mantém a altrura vertebral;
• Expansão controlada e sentido crânio- caudal.”

TABELA 1

C1 C2 C3 C4 C5 C6
L1 0 0 Fratura 0 0 0
L2 Como Solicitar/ Cotar Justificativa “AMB (Associação Médica Brasileira) / TUSS (Terminologia Unificada de Saúde Suplementar)” “Material Para Envio Por Vértebra” 0 0
L3 02 Kits com Implantes para expansão e tratamento de fratura vertebral + 01 kit de biópsia “Produto que apresenta a melhor e maior restauração da altura do corpo vertebral com colocação de um implante ajustável a cada necessidade e injeção de cimento para garantir a restauração do corpo.

Pode ser utilizado em fraturas do tipo A (móvel), pois atua com uma pressão eficaz de 1000N.
Realizando a redução e a fixação da fratura em posição anatômica.​”

Código Principal** “1 Kit preparação 2 Kits expansão com implante” 0 0
L4 0 0 30715164 – fratura ou fratura-luxação de coluna – tratamento cirúrgico (Esse código da fratura é o principal, pois ele inclui tratamento da fratura com redução e inclui alinhamento) “1 Pack de enchimento ósseo (6 unidades) 1 Cimento” 0 0
L5 0 0 Código Secundário**’ “1 Pack de enchimento ósseo (6 unidades) 1 Cimento” “1 Sistema misturador de cimento 2 Trocars” 0
L6 0 0 30715040 – biópsia de corpo vertebral com agulha (A biópsia como código secundário principalmente para justificar retirada de material na suspeita de neoplasia) 1 Kit biópsia 0 0
L7 0 0 0 0 0 0

TABELA 2

C1 C2 C3 C4 C5 C6
L1 0 Característica Benefício 0 0 0
L2 Expansão Controlada Crânio – Caudal Conceito de eixo fixo para estabilidade de expansão Altura de expansão independente da qualidade óssea 0 0 0
L3 Expansão Controlada Crânio – Caudal Expansão unidirecional Crânio – Caudal O cirurgião decide a colocção e expansão do implante 0 0 0
L4 Expansão Controlada Crânio – Caudal Abertura sequêncial passo-a-passo Continuação do controle na abertura do implante 0 0 0
L5 Expansão Controlada Crânio – Caudal SpineJack®: sem articulação mecânica, deformação plástica SpineJack® tem a capacidade de ajustar as forças intrínsecas da vértebra e a condição óssea do paciente 0 0 0
L6 Manutenção da Restauração SpineJack®: tubo central de bloqueio com uma parada a cada 1mm Abertura passo-a-passo e força de recompressão de 500N a 1000N 0 0 0
L7 0 0 0 0 0 0

TABELA 3

C1 C2 C3 C4 C5 C6
L1 Preservação Trabecular Perfil cilíndrico que encaixa no pedículo É possível uma maior injeção de cimento, levando a mais estabilidade 0 0 0
L2 Preservação Trabecular Mínima abertura É possível uma maior injeção de cimento, levando a mais estabilidade 0 0 0
L3 Preservação Trabecular Nenhuma criação de cavidade É possível uma maior injeção de cimento, levando a mais estabilidade 0 0 0
L4 0 0 0 0 0 0
L5 0 0 0 0 0 0
L6 0 0 0 0 0 0
L7 0 0 0 0 0 0

TABELA 4

C1 C2 C3 C4 C5 C6
L1 Controle da Técnica Cirúrgica Posição de acordo com tipo de fratura Controle do posicionamento do implante 0 0 0
L2 Controle da Técnica Cirúrgica Instrumentação de preparação adaptada ao tamanho SpineJack® Controle do posicionamento do implante 0 0 0
L3 Controle da Técnica Cirúrgica O tubo de expansão mantém a expansão do SpineJack® um passo de ensaio do procedimento Controle de expansão do implante 0 0 0
L4 Controle da Técnica Cirúrgica Projetado para redução das deformidades sagital /coronal Controle de expansão do implante 0 0 0
L5 Controle da Técnica Cirúrgica Caminho de cimento seguro e preferido Controle da estabilização com cimento 0 0 0
L6 Controle da Técnica Cirúrgica Injeção de construção direcionada para o interior da vértebra Controle da estabilização com cimento 0 0 0
L7 Controle da Técnica Cirúrgica Segurança: enchimento de cimento conectado ao SpineJack® Controle da estabilização com cimento 0 0 0

TABELA 5

C1 C2 C3 C4 C5 C6
L1 Diâmetro (mm) Diâmetro Pedicular Interno Mínimo (mm) Máximo de Expansão (mm) Cor Comprimento da placa (mm) Comprimento de Inserção Inicial (mm)
L2 4.2 5.0 12.5 Ouro 14 20
L3 5.0 5.8 17 Azul 19 25
L4 5.8 6.6 20 Verde 20 28
L5 0 0 0 0 0 0
L6 0 0 0 0 0 0
L7 0 0 0 0 0 0